Guiões das Festas da Catequese


PARÓQUIA DE S. PAIO DE FAVÕES
FESTA DA CATEQUESE DOS ADOLESCENTES


PROCISSÃO DE ENTRADA: Cruz Paroquial, Adolescentes, acólitos, diácono e sacerdote

RITOS INICIAIS

CÂNTICO DE ENTRADA
Em nome do Pai,
Em nome do Filho,
Em nome do Espírito Santo,
Estamos aqui.

SAUDAÇÃO
Introdução: Estamos hoje aqui reunidos para celebrar em festa com os adolescentes  o fim deste ano de Catequese. Estes adolescentes não quiseram parar o seu percurso com a celebração da Festa da Fé, no 6º ano. Decidiram continuar a aprofundar os seus conhecimentos catequéticos e por isso, com os de 7º ano vamos celebrar a Festa das Aventuranças, com o 8º ano a Festa da Vida, com o 9º Ano a Festa do Compromisso e com o 10º ano a Festa do Envio.

Acto Penitencial
Os adolescentes do 7º ano colocam-se em volta do altar.
Catequista: Os adolescentes do 7º ano vão agora lembrar o sermão de Jesus na montanha. As Bem aventuranças são a forma perfeita que Jesus encontrou para falar do que temos de ser e fazer para partilhar com Ele a alegria eterna do Reino do Céu. A nossa vida é um convite permanente a amar a Deus e aos irmãos de coração sincero e generoso, tornando-nos verdadeiros discípulos de Jesus. Um Jesus que deu a Vida por nós e por isso vamos pedir perdão pelas vezes que não partilhámos com Ele essa alegria.

Sacerdote:              Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o reino dos Céus

Adolescentes:       Senhor, perdoa-nos por não reconhecermos o quanto somos pobres!

Sacerdote:.            Bem-aventurados os que choram, por que serão consolados

Adolescentes               Senhor, perdoa-nos porque as nossas lágrimas nem sempre foram verdadeiras!

Sacerdote::                  Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra

Adolescentes: Senhor, perdoa-nos toda a nossa arrogância!

Sacerdote::                  Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados

Adolescentes: Senhor, perdoa-nos, pelas injustiças que praticamos!

Sacerdote::                  Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia

Adolescentes:              Senhor, perdoa-nos por não sermos compassivos!

Sacerdote:                   Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus

Adolescentes: Senhor, perdoa-nos por não termos um coração puro!

Sacerdote:                   Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus

Adolescentes:              Senhor, perdoa-nos porque nem sempre praticamos a paz!

Sacerdote:                   Bem-aventurados os que sofrem perseguição, por causa da justiça, porque deles é o reino dos Céus

Adolescentes: Senhor, perdoa-nos por perseguirmos o nosso irmão!

Sacerdote:                   Bem-aventurados sereis quando vos insultarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o género de calúnias contra vós, por minha causa

Adolescentes:              Senhor, iluminai o nosso espírito para vermos a grandeza da Vossa obra e do Vosso Amor!

Todos     Perdão, Senhor.
Perdoai-nos por tantas vezes ignorarmos os Vossos ensinamentos, por tornarmos o coração duro como uma pedra, agressivo, injusto e egoísta;  pelas vezes em que optámos pelo mais fácil, passámos com ao lado ou desviámos o olhar. Perdoai-nos, Senhor.


Senhor, tende piedade de nós!, Cristo, tende piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós!

 GLÓRIA: Glória a Deus na terra e no céu! Glória, glória, paz na terra!

 ORAÇÃO COLECTA

LITURGIA DA PALAVRA      

LEITURA I          Ez 2, 2-5

«São uma casa de rebeldes,
mas saberão que há um profeta no meio deles»

SALMO RESPONSORIAL Salmo 122 (123), 1-2a.2bcd.3-4 (R. 2cd)

Refrão: Os nossos olhos estão postos no Senhor,
até que Se compadeça de nós
 
LEITURA  II       2 Cor 12, 7-10

«Gloriar-me-ei nas minhas fraquezas,
para que habite em mim o poder de Cristo»

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

“O Espírito do Senhor está sobre mim:
Ele me enviou a anunciar o Evangelho aos pobres”

 EVANGELHO  Mc 6, 1-6
«Um profeta só é desprezado  na sua terra»

HOMILIA

BENÇÃO E ENTREGA DOS CRUCIFIXOS (8º Ano)

Os catequistas apresentam os crucifixos para serem benzidos e os adolescentes do 8º ano colocam-se em redor do altar.

Sacerdote:

Irmãos, ao procedermos à bênção solene destes crucifixos, veneremos com fé o eterno desígnio de Deus que fez do mistério da cruz o sinal admirável da misericórdia divina. Sempre que olharmos para a cruz, recordemos que nela se consumou o mistério de amor com que Cristo amou a sua Igreja. Cristo suprimiu com o seu sangue toda a divisão entre os homens, unindo-nos num só povo: o Povo de Deus.
Sempre que veneramos a cruz, tomemos consciência de que somos e nos declaramos discípulos de Cristo e, tomando cada um a sua própria cruz, sigamo-Lo fiel e generosamente. Brilhe, pois, para nós o mistério da cruz com novo fulgor, e possamos assim sentir mais eficazmente o seu poder vivificante.
 Sacerdote:      

Oremos: Senhor, Pai Santo, que fizestes da Cruz do Vosso Filho a fonte de todas as bênções e a origem de todas as graças, olhai benignamente para nós, vossos servos, que apresentamos estes crucifixos, como sinal da nossa fé, e concedei-nos que, vivendo na terra sempre unidos ao mistério da paixão de Cristo, alcancemos no Céu as alegrias eternas da ressurreição. Por Cristo Nosso Senhor.
R:Amen.

Entrega dos crucifixos aos adolescentes

Sacerdote: Recebe esta cruz, fonte de vida nova, e sê testemunha do amor ilimitado que Deus nos oferece em Seu Filho Jesus Cristo.

Adolescente responde: Cristo vive! Aleluia.

PROFISSÃO DE FÉ

Sacerdote:  Estais dispostos a lutar contra o pecado que se manifesta no egoísmo e na mentira?

Todos:         Sim, estou

Sacerdote:  Estais dispostos a perdoar quando forem injustos convosco?

 Todos:        Sim, estou.

Sacerdote:  Estais dispostos a amar mesmo aqueles que não vos querem bem?

Todos:         Sim , estou

Sacerdote:  Estais dispostos a ajudar todos aqueles que precisam?

Todos:         Sim, estou.

Sacerdote:   Acreditais que Deus é nosso Pai e que criou o Céu e a Terra?

Todos:         Sim, creio.

Sacerdote:  Acreditais que Jesus é o Filho de Deus, que nasceu de Maria, que é       nosso irmão e que por nós morreu e ressuscitou?

Todos:         Sim, creio

Sacerdote:  Acreditais no Espírito Santo, Senhor e dador da vida que se nos     comunica, graças a Jesus, de um modo particular nos sacramentos?

Todos:         Sim, creio.

Sacerdorte: Prometeis confiar em Deus em todas as circunstâncias da vida,      buscar e fazer a Sua vontade?

Todos:       Sim, prometo
 Sacerdote:  Prometeis  amar todos os homens como irmãos?   

Todos: Sim, prometo.

Sacerdote: Comprometeis-vos a levar o Evangelho a todos os homens e a mostrar-lhes o rosto de Deus?

Todos:  Sim, comprometo-me.

Sacerdote:  Proclamais que esta é a nossa Fé e a Fé da Igreja?

Todos: Sim, esta é a nossa Fé.

Sacerdote:  Que Deus vos ajude a caminhar pela vida com fé, esperança e amor.

Todos:  Amen 

ADOLESCENTES DE 9º ANO

Catequista do 9º Ano : Depois de terdes professado a vossa Fé e de vos terdes comprometido a levar o Evangelho a todos, pedimos ao Senhor que vos envie o Espírito Santo para que vos dê um coração grande, aberto à Palavra silenciosa, mas forte e inspiradora.. Um coração grande e forte para amar a todos, para servir a todos, para sofrer com todos.
Que o Espírito Santo que desceu sobre os discípulos venha sobre vós e vos conceda todos os seus dons e que a vossa vida produza os frutos do mesmo Espírito!

COMPROMISSO DOS ADOLESCENTES DO 9º ANO

Amar: Comprometo-me a amar o meu Senhor, correndo o risco de ser criticado por manifestar e acolher tal amor porque estou consciente da ousadia necessária. Quem ama a Deus manifesta-o por palavras e atitudes e quem ama que encontrar-se com Deus amor.

Acreditar: Comprometo-me a acreditar num só Deus, Pai, Filho e Espírito Santo. Acreditar na vida eterna. Acreditar que as pessoas são um sinal de Deus e que Ele nos ama apaixonadamente. Acredito que vale a pena entregar a vida pelos outros de forma desinteressada. Comprometo-me a acreditar que sou membro responsável da comunidade cristã onde celebro e partilho a fé.

Celebrar: Comprometo-me a celebrar cada gesto, cada alegria que Deus nos dá, celebrando Deus com os outros, espalhando a Sua mensagem, continuando a missão dos Apóstolos. Celebrarei a alegria de um mundo novo em cada passada do meu caminho.

Viver: Comprometo-me a viver cada momento em estreita ligação com Deus, o meu Senhor. A viver com alegria e entusiasmo o caminho que Deus tem para mim. A viver com honra e dignidade a minha vida em busca do trajecto mais feliz, testemunhando a alegria de ter optado por Jesus Cristo.




Momento de silêncio.

ORAÇÃO UNIVERSAL   

Irmãs e irmãos caríssimos:
Peçamos ao Senhor, nosso Deus, que faça chegar a toda a humanidade
a água que jorrou do coração de Cristo, dizendo, com humildade:
R. Senhor, nós temos confiança em Vós.

1. Pela nossa Diocese, suas paróquias e fiéis, para que aceitem perder a própria vida, à semelhança de Cristo, que Se entregou por nós,
oremos, irmãos.

2. Por este mundo de discórdia e violência, para que as armas de guerra e de morte se transformem em instrumentos de amizade,
oremos, irmãos.

3. Pelos que tratam dos doentes profundos, para que o façam com dedicação e amor e os ajudem a renascer para a esperança,
oremos, irmãos.

4. Por todos os jovens e muito especialmente hoje, pelos adolescentes da nossa catequese, para que sejam testemunhas vivas de fé junto dos seus familiares, amigos e companheiros de escola
oremos, irmãos
5. Por todos nós aqui reunidos no dia do Senhor, para que a nossa sede de Deus
seja um dia plenamente saciada,
oremos, irmãos.

Senho, Deus omnipotente,
que nos ensinastes, pela boca de Jesus,
que não fazeis acepção de pessoas,
levai-nos a crescer na unidade
e a respeitar em cada ser humano a vossa imagem.
Por Cristo, nosso Senhor.

LITURGIA EUCARÍSTICA

PREPARAÇÃO DOS DONS:

O Espírito do Senhor encheu todo o Universo
Ele que tudo possui, conhece todas as línguas.
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia.
 
ORAÇÃO EUCARÍSTICA:            Sanctus    

RITO DA PAZ

Paz, paz, proclama o teu Senhor
Paz, paz, com Cristo Redentor 

 COMUNHÃO

Ide, amigos, pelo mundo anunciando o amor;
Mensageiros da vida, do perdão e da paz.
Sede, amigos, testemunhas da minha Ressurreição;
Sede Minha presença, Eu convosco estarei. 

RITO DO ENVIO (10º Ano)

Sacerdote: “ A despedida no fim de cada Missa constitui uma palavra de ordem, que impele o cristão a empenhar-se na propagação do Evangelho e animação cristãos da sociedade. A despedida com que se conclui a celebração eucarística não é simplesmente a comunicação do termo da acção litúrgica: a bênção, especialmente com as fórmulas solenes, que precede a despedida, recorda-nos que saímos da Igreja com o mandato de testemunhar no mundo que somos cristãos.

Catequista: Depois deste percurso de 10 anos de catequese, em que vós de livre vontade viestes à catequese e dizíeis-me que vínheis porque era um momento diferente, porque acreditáveis em alguma coisa diferente,    empenhemo-nos todos em testemunhar com mais força a presença de Deus no mundo. Não tenhamos medo de falar de Deus e de levar os sinais da fé de cabeça erguida. O cristão que participa na Eucaristia aprende com ela a fazer-se promotor de comunhão, de paz, de solidariedade, colocando-se ao serviço dos últimos , em todas as circunstâncias da vida. IDE mas vinde sempre! O Senhor está sempre de braços abertos  e nós, que trabalhámos convosco, estaremos sempre à vossa espera.

ENTREGA DO SAL
Os adolescentes aproximam-se todos do altar

Sacerdote:
Caríssimos adolescentes: no Evangelho de S. Lucas está escrito: “quem deitar as mãos ao arado e olhar para trás, não pode ver o Reino de Deus”. É uma advertência de Jesus, que uma outra vez nos disse: “Lembrai-vos da mulher de Lot. A mulher de Lot olhou para trás e ficou transformada numa estátua de sal”. E, Jesus concluiu: “Quem procurar salvar a vida, há-de perde-la; e quem a perder, há-de conservá-la.
O símbolo natural que mais e melhor nos pode lembrar o perigo de olhar para trás é o sal. Mas também o sal é o elemento que dá mais sabor aos alimentos e os conserva e, por isso, nos sugere também como nos devemos comportar no meio da humanidade. “Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se corromper, com que se há-de salgar? Não serve para mais nada, senão para ser lançado fora e ser pisado pelos homens” (Mt 5,13).
Queremos fazer uma aliança com Jesus, estabelecer um pacto, com sal, quer dizer, uma aliança que dure e perdure, “um pacto perpétuo”. Deste sal, que tempera, se serve S. Paulo para nos dizer “que a vossa palavra seja sempre amável, temperada de sal, para que saibais responder a cada um como deveis”.
Vamos, então, misturar um pouco de sal na água, como outrora se fazia no Batismo. Sobre a assembleia derramaremos essa água. E a cada um de vós será entregue um pouco de sal.

Bênção do sal

Deus eterno e omnipotente, abençoai este sal, Vós, que ordenaste ao profeta Eliseu que o misturasse na água para remediar a sua esterilidade.
Fazei que, mediante a aspersão purificadora do sal e da água, sejamos livres do poder do inimigo, e sempre protegidos pela presença do Espirito Santo.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso folho, que é Deus convosco na unidade do Espirito Santo.
R. Amém.

Aspersão da Assembleia

Entrega do sal

O Presidente aproxima-se de cada adolescente, entrga um saquinho de sal e diz:
N…, sê sal da Terra. E não olhes para trás.

O adolescente responde:
R: Quero seguir em frente. Cristo é o meu caminho!

CÂNTICO:

Ide por todo o mundo,
E anunciai o Evangelho.
Ide por todo o mundo,
E anunciai o Evangelho.


ENTREGA DOS DIPLOMAS

BENÇÃO E DESPEDIDA







PARÓQUIA DE S. PAIO DE  FAVÕES
Guião para a Festa da Eucaristia
27 de maio de 2012

Catequistas: 
RITOS INICIAIS

1. Procissão: Turiferário, ceroferários, Cruciferário, acólitos, crianças e Presidente.

Cântico de Entrada:
              O Espírito do Senhor
                                               Encheu todo o Universo
                                               Ele que tudo possui
                                               Conhece todas as línguas
                                               Aleluia Aleluia
                                               Aleluia Aleluia

2. Monição Inicial (Catequista):
Estimados Pais das crianças da Primeira Comunhão:
A festa da Primeira Comunhão dos vossos filhos é também a vossa festa. Eles são fruto do vosso amor, cresceram com a vossa dedicação, dão  este passo apoiados em vós. O fundamento espiritual e interior desta festa é a visita maravilhosa do Senhor Jesus, presente no sacramento da Eucaristia, ao coração dos vossos filhos.
Neste domingo, em que concluímos os cinquenta dias da celebração da Páscoa com a festa do Pentecostes, os vossos filhos abeiram-se  desta mesa, da Palavra e do Pão, para se unirem mais perfeitamente a Jesus e connosco partilharem da Vida que o Senhor Jesus a todos quer dar.
Um dia foram baptizados, enxertados em Cristo, para viverem uma Vida nova.
Na Eucaristia unem-se ao Senhor Jesus, ao receberem a sua Vida, ao acolhê-lo em seu coração. A Eucaristia alimenta e fortalece a Vida nova do Baptismo.
 Ao receberem Jesus, estes pequeninos comem o Pão para formarem um só Corpo e assim se sentirem como verdadeiros filhos da Igreja
Que a sua Primeira Comunhão seja o início de uma amizade profunda e duradoira com o Senhor e que dê, ao longo da vida deles, muitos frutos: frutos de alegria, de esperança, de amor, de santidade e de paz.

3. MOMENTO PENITENCIAL
Cântico:          Senhor, tem piedade de nós.
                        Somos o teu povo pecador
                        Toma a nossa vida de pecado e dor
                        Enche-nos do Espirito de Amor

4. HINO DE GLÓRIA
Glória a Deus na terra e nos céus,
Glória, glória, paz na terra!

LITURGIA DA PALAVRA
1ª leitura:  I Actos 2, 1-11
Salmo responsorial:  130       Mandai, Senhor o vosso Espírito,
e renovai a terra
2ª leitura: 1 Cor 12, 3b-7.12-13
Evangelho: Jo 20, 19-26.
5. Credo eucarístico
Credes em Deus Pai, que pela Santa Eucaristia, é louvado e reconhecido no seu Amor?
R. Sim, Creio!
Credes em Jesus Cristo, que pela Eucaristia, fortalece a sua amizade com cada um de vós e vos une uns aos outros no mesmo amor?
R. Sim, Creio!
Credes no Espírito Santo, que, invocado na celebração da Eucaristia, transforma os dons do Pão e do Vinho, no Corpo e Sangue de Jesus?
Sim, Creio!
R. Credes na Igreja, que vive da Eucaristia, dela se alimenta e por ela cresce continuamente?
Sim, Creio!
R. Credes na Ressurreição, prometida a todo Aquele que comer do Pão Santo da Eucaristia?
Sim, Creio!
R. Credes na Vida Eterna, que, de certo modo, nos é dada já como penhor, como sinal e garantia, cada vez que celebramos a Santíssima Eucaristia?
Sim, Creio!
6. Oração dos Fiéis:

P- A Deus, nosso Pai, que, por meio de seu Filho, nos confiou o dom do seu Espírito, confiamos as preces da Igreja reunida em Oração, invocando: Vinde, Espírito de Amor e de Paz.

1. Pela Igreja de Jesus, para que seja sempre uma comunidade viva do Espírito Santo, testemunha da alegria e da festa. Invoquemos.

2. Pelos que governam as nações, para que cuidem dos mais desfavorecidos, protejam as crianças e a todos ajudem a viver na paz. Invoquemos.

3. Pelo nosso pároco, pelos nossos catequistas e pelos nossos pais, para que sejam iluminados pelo Espírito Santo, e assim se tornem sinais vivos do amor de Jesus, que nos acolhe, perdoa e ama. Invoquemos.

4. Por todas as crianças que hoje se abeiram da Mesa do Senhor, para que em Cristo encontrem a sua alegria e a Vida! Invoquemos.

5.  Por todos nós, para que, animados pelo Espírito Santo, nos deixemos transformar por Ele e nEle encontremos a Vida. Invoquemos.

P- Senhor, nosso Deus, que nos escolhestes no vosso amor, concedei-nos a abundância dos dons necessários ao tempo presente e à vida futura. Por Nosso Senhor Jesus Cristo que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo,                       
Amén

LITURGIA EUCARÍSTICA
1.      Apresentação dos dons
Cântico:          Um girassol florido num jardim,
Buscando a luz do sol, sorriu para mim!
Eu também sou um pequeno girassol,
Procuro a luz de Deus e sou feliz assim!
Tenho mil sementes de amor para te dar!
Tenho mil sementes de ternura para te dar!
Tenho mil sementes de carinho para te dar!

2.      Oração eucarística (II – Missa com crianças)

3.      Rito da Paz
Cântico:          Paz, Paz, proclama o teu senhor.
                       Paz, Paz, em cristo Redentor.
                       Cordeiro de deus.....

4.      Comunhão
Cântico:          Vinde amigos pelo mundo
                       Anunciando o amor
                       Mensageiros da vida
                       Do perdão e da paz
                       Sede amigos testemunhas da ressurreiçãoo
                       Sede minha presença
                       Eu convosco estarei

5.      Ação de graças
CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA (lida por todas as crianças)
 Maria,
Mãe de Jesus, Mãe de Deus  e nossa Mãe! 
Hoje é um dia grande para nós,  os mais pequeninos...
O Teu filho convidou-nos a participar da mesa onde nos dá a sua Vida,
ao reunir-nos como irmãos,
 ao falar-nos na sua Palavra,
ao fazer-se Pão da Vida por nós! 
Queremos dizer-Te que também somos teus,
que conTigo queremos aprender  a seguir o Teu Filho,
a escutar a sua Palavra, a segui-lO de todo o coração. 
Ó Maria, mãe dos pequeninos e dos simples,
guia-nos pelos Caminhos de teu Filho,
sê nossa Mãe e companheira
até ao dia em que todos nos encontrarmos  no convívio da mesa celeste.
Ámen

6.      Colocação da flor no altar de Nossa Senhora

Cântico: (Ó Mae de Deus) Ave Maria, Avé cheia de graça e alegria.
 Avé Maria, bendito é o fruto do teu ventre.
Grandes coisas fez em mim o Omnipotente.
 Oh Virgem mãe de Deus, Santa Maria.
           
7.      Entrega dos diplomas    
RITOS FINAIS
Cântico:                Guiado pela mão com Jesus eu vou
Sigo como a ovelha que encontrou pastor
Guiado pela mão com Jesus eu vou
a onde ele vai.
Se Jesus me diz: Amigo deixa tudo e vem comigo,
Como posso resistir ao seu amor?
Se Jesus me diz: Amigo deixa tudo e vem comigo,
minha mão porei na sua, irei com Ele.
Guiado pela mão com Jesus eu vou
Sigo como a ovelha que encontrou pastor
Guiado pela mão com Jesus eu vou
a onde ele vai.







PARÓQUIA DE S. PAIO DE  FAVÕES
Guião para a Festa da Profissão de Fé
24 de junho de 2012

 Catequista: Diana Marina


I.        Ritos Iniciais
1.    Procissão: Turiferário, ceroferários, Cruciferário, acólitos, crianças e Presidente.

Cântico de Entrada:        Queremos ver Teu rosto, Senhor;
                                        Contigo viver sempre no Teu amor!        

Celebrante: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

2.    Saudação inicial
Catequista: Hoje, de uma forma especial, somos convidados a celebrar esta eucaristia com alegria, porque, aqueles que ontem eram crianças, hoje já são bem mais crescidos e perante toda a comunidade querem proclamar a sua fé. Fé em que foram baptizados, fé que os seus pais e padrinhos lhes transmitiram, que os seus catequistas lhes testemunharam, fé que hoje vivem com mais consciência.
                     Com eles e, em espírito de alegria, participemos na Festa do Senhor.

Criança: Nós éramos pequenos quando fomos baptizados. Jesus, através da Igreja, colocou no nosso coração uma semente. Sabemos que essa semente germinou e está sempre a germinar. Todos os dias, ela quer expandir-se para tornar Jesus presente nos lugares por onde passamos. A partir de agora queremos ser responsáveis pelo nosso Baptismo.

Celebrante: Porque estes jovens querem afirmar diante de todos nós que são crentes e querem comprometer-se a seguir Jesus, com eles, celebremos o sacramento da Eucaristia.

3.    Momento Penitencial

Criança: Pelas vezes que não escutamos a Vossa Palavra e não a pusemos em prática, nós vos pedimos:
               Senhor, perdoa-nos e aumenta a nossa fé.

Todos: Senhor, perdoa-nos e aumenta a nossa fé.

Criança: Pelas vezes que não reconhecemos a Cristo como Caminho, Verdade e Vida que nos pode
               iluminar para seguirmos pelos caminhos certos: Cristo Perdoa-nos e aumenta a nossa fé.

Todos: Cristo, perdoa-nos e aumenta a nossa fé.

Criança:  Pelas vezes em que desobedecemos ao Teu Espírito: Senhor, perdoa-nos e aumenta a nossa
                fé.

Todos: Senhor, perdoa-nos e aumenta a nossa fé.
                                                                                                     
Cântico:     Senhor tem piedade de nós. Somos o Teu povo pecador.
                  Toda a nossa vida de pecado e dor, enche-nos do espírito de amor
      Cristo tem piedade de nós…
      Senhor tem piedade de nós…

Celebrante: Deus Todo Poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos     conduza à vida eterna.

4.    Hino do Glória

II.        Liturgia da Palavra

1ª Leitura:             Is 49, 1-6 

Salmo responsorial:  (refrão)     “ Senhor, eu Vos dou graças por tantas maravilhas.
  As Vossas obras são admiráveis!”
 
2º Leitura:              Atos 13, 22-26    
Evangelho:             Lc 1, 57-66.80   

1.    Homilia

2.    Profissão de fé

Celebrante: Se estais decididos a renovar o compromisso que os vossos pais tomaram por vós no dia em que fostes Baptizados, mostrai-me agora a vossa vontade e respondei-me:
                     Que vindes hoje fazer diante da Comunidade Paroquial?

Crianças: Queremos proclamar a nossa fé em Jesus Cristo Ressuscitado.

Celebrante: Estais dispostos a viver o Evangelho de Jesus pela Fé que ides proclamar pública e   
                     solenemente?

Crianças: Sim estamos, com a graça de Deus e a ajuda dos nossos pais.

Celebrante: Caros pais: os vossos filhos esperam hoje uma palavra de estímulo como companheiros mais velhos e responsáveis no mesmo caminhar para Deus.

Pais:  Vós, filhos, que caminhastes 6 anos na descoberta de Cristo, há que continuar a acreditar, a confiar e a amar, entregando-vos a Jesus Cristo. Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida!
          Todos nós como pais, vamos apoiar e incentivar os nossos filhos, agora mais do que nunca, nesta redescoberta de Jesus Cristo, através, sobretudo do nosso exemplo-testemunho.
          Portanto, neste dia e nesta hora, também nós, que somos os seus pais, queremos associar-nos às suas promessas. Queremos continuar a cumprir a Lei de Deus e da Igreja e assumir, mais conscientemente, os deveres de pais e educadores. Vamos pois afirmar a nossa fé, junto dos nossos filhos, dizendo que acreditamos nas verdades reveladas por Deus, contida no Evangelho.
           Por isso, neste dia da Profissão de Fé dos nossos filhos, nós, os pais comprometemo-nos a ajudá-los, com o nosso testemunho de vida e com a nossa palavra. E agora, nesta vela que vão connosco acender, colocamos todo o carinho e dedicação, todo o amor e toda a nossa fé.


Celebrante: Quando fostes baptizados, os vossos pais acenderam a vela no Círio Pascal. Deste modo, ao virdes vós mesmo acompanhados pelos vossos pais, pretende significar que já sois capazes de viver por vós mesmo a vida da fé, em que eles vos iniciaram. Então, como no dia do vosso baptismo vamos acender as velas, símbolo da vida de Jesus, na qual deveis sentir alegria de crescer.

Um pai acompanha o filho até ao círio pascal para acender a vela.

Cântico: (enquanto se acendem as velas)
Sim, eu quero, que a luz de Deus que um dia em mim brilhou
Jamais se esconda, e não se apague em mim o seu fulgor.
Sim, eu quero, que o meu amor ajude o meu irmão
A caminhar guiado por Tua mão
Em Tua lei, em Tua luz, Senhor.

Celebrante: Ides agora professar a vossa fé. Iluminados por esta luz, respondei-me:
                     Renunciais ao pecado, que escraviza e nos afasta do amor de Deus?

Crianças: Sim, renuncio.

Celebrante: Renunciais a Satanás que é o autor do mal e o pai da mentira?

Crianças: Sim, renuncio.

Celebrante: Renunciais ao egoísmo que mata e que destrói o coração, afastando-o do verdadeiro sentido
                    da vida?

Crianças: Sim, renuncio.

Celebrante:  Após a renúncia baptismal ao pecado, professai a fé cristã de acordo com o Baptismo      
                     que recebeste. Dizei:
                     Credes em Deus que é Pai e Senhor do Universo, que fez o céu e a Terra e que tudo fez por amor a nós?

Crianças: Sim, creio.

 Celebrante: Credes em Jesus Cristo, Filho Unigénito de Deus, que viveu, morreu e ressuscitou dos
                      mortos, e que hoje vive e reina no meio de nós para continuar a ser testemunha viva da   
                      Palavra do Pai?

Crianças: Sim, creio.

Celebrante:  Credes no Espírito Santo, que é a força de Deus em nossas vidas, que ilumina e dá
                     alento no caminhar, que é água que lava, purifica e renova as nossas vidas e que se torna, em cada um de nós presença viva do Amor de Deus?
Crianças:  Sim, creio.
3.    Oração das crianças:  (uma criança lê a oração do ambão)

Senhor, temos nas nossas mãos
Esta luz que nos recorda
Um dos compromissos do nosso Baptismo:
Temos que viver sendo Luz,
Sendo testemunhas do modo como Tu vivias.
Ajuda-nos a brilhar diante de todos
Para que a nossa vida,
Iluminada pela Tua Palavra,
Seja Luz para os outros. Ámen.

Celebrante:   Esta é a nossa fé. Esta é a fé da Igreja, que nos gloriamos de professar em Jesus Cristo Nosso Senhor. Esta é também a nossa renúncia Baptismal.
                        Convido-vos a assumirdes este vosso compromisso de Baptismo, levantando bem alto a luz baptismal, sinal da fé, e cantando:

Cântico:        Tens palavras de vida eterna, Senhor eu creio em Ti.
   Teu caminho de justiça, Senhor eu seguirei.

4.    Oração Universal      (feita por uma criança)

Celebrante: Irmãos, elevemos as nossas preces a Deus Pai, para que atenda os Seus filhos neste
                   dia em que celebram a renovação da sua Fé. Cantemos:

                         “Dá-nos um coração grande para amar.
                          Dá-nos um coração forte para lutar!”

- Pela santa Igreja, peregrina em toda a terra, para que seja animada pelo espírito de profecia que animou São João Baptista no deserto, nós te pedimos, Senhor!

- Pelos bispos, presbíteros e diáconos, para que, segundo a própria vocação, anunciem Aquele que está no meio de nós, nós te pedimos, Senhor!

- Pelos cristãos militantes e educadores da fé, para que, no meio das dificuldades que os cercam, não esqueçam que a sua recompensa está em Deus, nós te pedimos, Senhor!

- Pelos povos que ainda não conhecem a Cristo, para que Deus lhes envie missionários e profetas, e a salvação chegue até aos confins da terra, nós te pedimos, Senhor!

- Pelos lares cristãos onde há a alegria de um nascimento, para que os pais vejam nos filhos um dom de Deus e estejam prontos a educá-los na fé da Igreja, nós te pedimos, Senhor!

- Pela nossa comunidade paroquial, para que seja humilde e servidora e se converta sempre mais a Jesus Cristo, nós te pedimos, Senhor!

- Por todos nós que fazemos a Profissão de Fé, para que, com a ajuda de Deus, sejamos fiéis ao compromisso hoje assumido, nós te pedimos Senhor,

- Pelos nossos catequistas, que nos transmitem e ensinam a Palavra de Jesus, para que sejam, através da sua vida, verdadeiros testemunhas daquilo que ensinam, nós te pedimos Senhor,

- Pelo nosso pároco, Senhor Padre Vales, para que continue a espalhar a Boa Nova aos Cristãos, nós te pedimos Senhor,

   III.        Liturgia Eucarística
1.    Apresentação das Oferendas

Criança: Senhor Jesus, juntamente com o Pão e o Vinho, nós queremos oferecer-Te nesta  
               Eucaristia alguns símbolos que falam da nossa fé e da doação que hoje Te queremos  fazer:

(velas) Oferecemos-Te, Senhor, estas velas, símbolo da nossa Fé sempre viva e símbolo das promessas de Baptismo que prometemos levar na nossa vida.

(flores) As flores que te oferecemos, Senhor, simbolizam a natureza, na qual Te manifestas com tanta beleza e perfeição.

(pão e uvas) Trazemos-te, Senhor, o pão e as uvas, frutos da terra e do trabalho do Homem. Tal como estes se transformam no Teu Corpo e Sangue, assim nós queremo-nos transformar em Luz do mundo.

(hóstias) Recebe, Senhor, estas hóstias que simbolizam o Corpo de Cristo que abençoará a nossa    
               comunhão.

(cálice) Aceita, Senhor, este cálice, símbolo da Tua Ressurreição e do sangue que derramaste por
             nós na cruz.

Celebrante: Aceitai, Senhor, todas estas ofertas, sinal da vontade que estes adolescentes, que hoje fazem a sua Profissão de Fé, têm de se entregar a Vós. Isto Vo-lo pedimos em nome de Jesus Cristo, Vosso Filho, Deus convosco, na Unidade do Espírito Santo. Amén

2.    Rito da Paz
Cântico:          Paz, Paz, proclama o teu Senhor.
                       Paz, Paz, em Cristo Redentor.
                       Cordeiro de Deus.....
3.    Comunhão
            Cântico: Comei do pão, bebei do vinho
                           Quem vem a mim não terá fome
                          Comei do pão, bebei do vinho
                           Quem vem a mim não terá sede. 
4.    Acção de Graças

Criança:  Cada um de nós vai ter nas suas mãos uma flor.
Seja qual for a flor, ela é sempre frágil, dócil e capaz de alegrar o coração de Deus.    
 Podemos dizer que a fé tem um pouco disso.
É frágil, porque pode desaparecer se não for cuidada, morre se não for alimentada.
É dócil porque dá sentido à vida, dá sentido a cada gesto por mais insignificante que ele pareça; é o sim do Homem ao amor de Deus, por isso alegra o seu próprio coração.
É esta alegria que nós queremos dar a Deus neste momento.
Aos pés de Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, consagramos a nossa fé. Através de Maria, entregamos a Deus a nossa pequena e frágil flor que representa a nossa vida e fé. Agradecemos a Deus o dom da Fé e a Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe, pedimos que cuide de cada um de nós como cuidou de Jesus.
 E depois em conjunto rezamos a mais bela oração dedicada a ti, ó Mãe.      

As crianças entregam a flor a Maria e junto da sua imagem rezam a  Avé Maria.

Cântico:      Quero louvar-Te, mais e mais Senhor,
Quero louvar-Te, sempre meu Senhor
Mostrar tua vontade, Tua graça receber,
                  Quero louvar-Te


Criança: Neste dia tão bonito e importante para nós, queremos deixar, perante todos vós, o nosso     testemunho.
                 O nosso primeiro passo na Vida Cristã deu-se com o Baptismo, momento em que os nossos pais e padrinhos, em nosso nome, se comprometeram na Fé Cristã.
                 Fomos crescendo e compreendendo o que era a catequese e o ser cristão. Queremos, neste momento, agradecer aos nossos pais, aos nossos catequistas e ao Sr. Padre Vales todos os momentos em que estivemos juntos a falar de Deus e a perceber qual o melhor caminho a seguir, nunca esquecendo os Mandamentos que Jesus nos deixou.
                  No dia da festa da nossa Profissão de Fé, queremos dizer à nossa catequista que a sua paciência e carinho por nós nunca serão esquecidos; ao Sr. Padre Vales que as palavras que nos dirigia quando passava pelo nosso cantinho de catequese serão para sempre recordadas; e aos nossos pais muito obrigado por um dia nos terem trazido à catequese.                

5.    Entrega dos Diplomas

 IV.        Ritos Finais
Bênção Final e Despedida

Cântico final:       Dá-nos um coração grande para amar.
                           Dá-nos um coração forte para lutar.





PARÓQUIA DE S. PAIO DE FAVÕES
Festa do Acolhimento das Crianças do 1º ano                 18 de março de 2012

Festa do
Acolhimento

Fomos acolhidos no dia 18 de março de 2012

Ritos iniciais

Entrada
Procissão pela porta principal: cruz, meninos do 1º ano (à direita) de mão dada com adolescentes do 10º ano (à esquerda), acólitos, diácono, sacerdote.

Cada menino do 1º ano é conduzido por um adolescente do 10º ano até junto do altar. Estes ficam lá a acompanhá-los até que eles vão para junto dos pais.
Os pais estão nos seus lugares, nos bancos da frente, deixando espaço para os filhos irem ter consigo.
As catequistas do primeiro ano estão junto ao altar para receber as crianças.

Cântico:          Guiado pela mão com Jesus eu vou …

Saudação inicial (Sacerdote)

Acolhimento (Diácono)
                        Hoje acolhemos as crianças do primeiro ano da Catequese. Eles estão a começar este caminho de descoberta e de conhecimento do grande Amigo que é Jesus. A acompanhá-los, temos os jovens do 10º ano, que estão a concluir o seu percurso de iniciação cristã. Possivelmente estamos habituados a procurar Deus nas grandes coisas da vida, boas ou menos boas, e esquecemo-nos de que a sua presença também se manifesta nos aspectos mais simples do nosso quotidiano. Vamos viver um desses momentos!
Os meninos e as meninas do 1º ano da nossa catequese, juntamente com os seus pais, com as suas catequistas e com a comunidade, vão celebrar a Festa do Acolhimento.
Deus escolheu o brilho dos olhinhos das nossas crianças para chegar até nós e nos iluminar.
A nossa comunidade, aqui reunida, está muito feliz de vos receber.
Acolhamos estas crianças com todo o nosso amor e alegria de filhos de Deus, sabendo que, nelas, é o próprio Deus que acolhemos.
Para nos conhecermos melhor vamos querer saber os vossos nomes.
                       
A catequista chama pelo seu nome cada um dos meninos que se vão colocando em redor do altar.

Sacerdote:      Queridos meninos do 1º ano da catequese, vocês querem ser amigos de Jesus?

Crianças.         Sim queremos!

Sacerdote:      E para descobrirem coisas novas sobre este Amigo que é Jesus querem vir sempre à Catequese?

Crianças:         Sim queremos!

Sacerdote:      Jesus gosta muito de todos vós! Ele quer ser vosso amigo! Esperamos que durante todo o tempo da Catequese possais aprender a viver como amigos d’Ele. E as vossas catequistas, juntamente com os vossos pais e toda a comunidade, vão ajudar-vos para que isso possa acontecer! Podeis contar com a ajuda de todos!
                       
Uma das catequistas entrega a cada criança uma rosa que vai colocar no altar de Nossa Senhora, seguindo depois para junto dos seus pais. Os adolescentes acompanham os meninos do 1º ano e sentam-se com eles no banco.
                        Cântico:           Quero ser como tu, como tu, Maria …
Acto penitencial

Sacerdote:       Para fazermos festa com Jesus é bom estarmos com o nosso coração disponível para O acolher. Por isso, vamos pedir desculpa por todas as vezes que não fizemos a sua vontade e em que não amámos os outros como Ele nos pede.

Cântico:          Senhor, tem piedade de nós. Somos o Teu povo pecador

Liturgia da Palavra

1ª Leitura:      Ex 20, 1-3.7-8.12-17               «A lei foi dada por Moisés»

Salmo:                        Senhor,Senhor, Vós tendes palavras de vida eterna

2ª Leitura:      1 Cor 1, 22-25                «Nós pregamos Cristo crucificado, escândalo para os homens,
mas sabedoria de Deus para os que são chamados»

Evangelho:     Jo 2, 13-25      «Destruí este templo e em três dias o levantarei»

Aclamação Louvor a Vós, Rei da eterna glória

Homilia

Compromisso dos pais:
Sacerdote – Queridos pais, quando os vossos filhos eram pequeninos, o Espírito do Senhor conduziu-vos     para este lugar e aqui pedistes à Igreja o Batismo para os vossos filhos.
O que pedis hoje à Igreja para estas crianças?
Pais – A Catequese.
Sacerdote – Por que pedis a catequese para as vossas crianças?
Pais – Para que cresçam na fé.
Sacerdote –Estais dispostos a assumir, hoje de novo, como no dia do seu batismo, o compromisso de serdes para elas os principais educadores da fé?
Pais – Sim, estamos.
Sacerdote – Estais dispostos a participar na vida da comunidade para, em conjunto, realizarmos esta missão?
Pais – Sim, estamos.

Compromisso das crianças:
Sacerdote – E vós, meninos e meninas, quereis vir sempre à catequese?
Crianças – Sim, queremos.

Compromisso da catequista:
Sacerdote –Catequistas Fernanda e Cecília, estais disponíveis para ser anunciadoras das palavras e gestos de Jesus a estes meninos e meninas?
Catequista – Sim, estamos.

Compromisso da comunidade:
Sacerdote – E vós, membros desta comunidade, quereis acolher e apoiar estas crianças em catequese?
Assembleia – Sim, queremos.
Sacerdote - Bendito seja Deus que nos reuniu para a celebração deste acolhimento que constitui para nós     uma expressão de alegria e de esperança. Queira o Senhor ajudar-nos nesta missão.
Credo

Oração dos fiéis

Sacerdote:           Oremos a Deus Pai pelas crianças da catequese, por toda a família paroquial e por todos aqueles que a servem com alegria, dizendo:

                            Venha a nós o Vosso Reino.

  1. Pela santa Igreja, para que viva e anuncie sempre a Palavra de Jesus Cristo, oremos irmãos.

  1. Pelas crianças que vão este ano pela primeira vez à catequese, para que o Senhor aumente nelas o desejo de viverem como Jesus viveu, oremos irmãos.

  1. Pelos pais, garantes da fé destas crianças, para que não deixem de as ajudar, pela palavra e pelo exemplo, a seguirem os passos de Jesus, oremos irmãos.

  1. Pelos catequistas que dão a conhecer a alegria de ser cristão aos mais pequenos, e por aqueles que põem os dons que Deus lhes deu ao serviço dos adolescentes e dos jovens, oremos irmãos.

  1. Pela nossa assembleia, na qual estas crianças estão a ser acolhidas, para que conheça sempre mais profundamente a Cristo e O anuncie de maneira eficaz, oremos irmãos.

  1. Por todos nós aqui reunidos, para que sejamos verdadeiras testemunhas do da ternura de Deus, e o anunciemos sem medos nem receios a todos os homens, oremos irmãos.

Sacerdote:      Senhor nosso Deus, que amais a inocência e a pureza, dirigi estas crianças pelos vossos caminhos, assisti aos pais na sua missão de primeiros educadores da fé e fazei descer a Vossa graça sobre as suas catequistas. Por Jesus Cristo, Vosso Filho, na Unidade do Espírito Santo.

Liturgia Eucarística

Apresentação dos dons       Cântico:          Vêde, Senhor …

Santo             

Rito da Comunhão

Pai-Nosso       

Cordeiro de Deus                  

Comunhão                  Cântico:          É o Meu Corpo, tomai e comei …

Ação de Graças

Os pais das crianças lêem em conjunto a oração dos pais pelos filhos

Oração depois da comunhão

Ritos de conclusão

Entrega dos diplomas

Bênção final e despedida     Cântico:          Não adores nunca ninguém mais que a Deus …



Oração dos pais pelos filhos
Senhor, Pai todo – poderoso, nós Vos damos graças por nos terdes dado os nossos filhos.
São uma alegria para nós, e as preocupações, temores e fadigas que nos trazem, aceitamo-las com serenidade.
Ajudai-nos a amá-los sinceramente.
Através de nós destes-lhes a vida, mas desde toda a eternidade Vós os conhecíeis e amáveis.
Dai-nos a sabedoria para os guiar, paciência para os instruir, vigilância para os acostumar ao bem, com o nosso testemunho...
Fortalecei o nosso amor para os corrigir e os tornar melhores.
Por vezes é difícil compreendê-los, sermos como eles nos desejam e ajudá-los a caminhar!
Ensinai-nos Vós, Pai misericordioso, pelos méritos de Jesus Cristo, Vosso Filho e Senhor nosso.
Amén.


 Oração dos pais pelos filhos
Senhor, Pai todo – poderoso, nós Vos damos graças por nos terdes dado os nossos filhos.
São uma alegria para nós, e as preocupações, temores e fadigas que nos trazem, aceitamo-las com serenidade.
Ajudai-nos a amá-los sinceramente.
Através de nós destes-lhes a vida, mas desde toda a eternidade Vós os conhecíeis e amáveis.
Dai-nos a sabedoria para os guiar, paciência para os instruir, vigilância para os acostumar ao bem, com o nosso testemunho...
Fortalecei o nosso amor para os corrigir e os tornar melhores.
Por vezes é difícil compreendê-los, sermos como eles nos desejam e ajudá-los a caminhar!
Ensinai-nos Vós, Pai misericordioso, pelos méritos de Jesus Cristo, Vosso Filho e Senhor nosso. Amén



Compromisso dos pais:
Sacerdote – Querido pais,
Quando os vossos filhos eram pequeninos, o Espírito do Senhor conduziu-vos para este lugar e aqui pedistes à Igreja o Batismo para os vossos filhos.
O que pedis à Igreja para estas crianças?
Pais – A Catequese.
Sacerdote – Por que pedis a catequese para as vossas crianças?
Pais  Para que cresçam na fé.
Sacerdote –Estais dispostos a assumir, hoje de novo, como no dia do seu batismo, o compromisso de serdes para elas os principais educadores da fé?
Pais  Sim, estamos.
Sacerdote – Estais dispostos a participar na vida da comunidade para, em conjunto, realizarmos esta missão?
Pais  Sim, estamos.
Compromisso das crianças:
Sacerdote – E vós, meninos e meninas, quereis vir sempre à catequese?
Meninos – Sim, queremos.
Compromisso das catequistas:
Sacerdote –Catequistas Fernanda e Cecília, estais disponíveis para ser anunciadoras das palavras e gestos de Jesus, a estes meninos e meninas?
Catequista – Sim, estamos.

Compromisso da comunidade:
Sacerdote –E vós, membros desta comunidade, quereis acolher e apoiar estas crianças em catequese?
Assembleia – Sim, queremos.
Sacerdote - Bendito seja Deus que nos reuniu para a celebração deste acolhimento que constitui para nós uma expressão de alegria e de esperança.
Queira o Senhor ajudar-nos nesta missão.

Catarina
Clara
Daniel
Emanuel
Francisco José
Iara
Magda
Marta
Nicole
Rafaela
Vitória

Pároco:           Pe. Manuel Oliveira Sousa Vales
Catequistas:    Fernanda Bouça e Cecília Araújo